Mistakes

by

Lembro de que na minha infância muitas vezes cometi falhas, erros, burrices, grocerias, gafes, micos e afins daqueles pelos quais me arrependi durante muito tempo, e não foram poucas vezes. Até hoje algumas dessas memórias doem ao serem lembradas, são uma fatia do meu passado que procuro esquecer, ficam delas apenas as lições pois nestes casos não aprender a lição é estar arriscado a ter mais dessas lembranças sujas que nos envergonhamos e geralmente passam por toda nossa vida escondidas.Que eu me lembre, agora, existem duas grandes mancadas que eu dei no passado que foram muito dolorosas quando as cometi e que até hoje, agora mesmo, ainda é desagradável lembrar dos fatos. Certa vez, por exemplo, eu e um primo colocamos uma cobra coral morta que haviamos encontrado próximo a uma praia no vaso sanitário da casa de uma outra prima com o objetivo de dar um susto nela, contudo a vítima acabou sendo minha tia a qual tenho grande estima e respeito. Depois do susto, do desespero de encontrar uma cobra morta, venenosa, no vaso minha tia ficou muito mal, super assustada e logo veio o peso na consciência, todas as possibilidades, coisas que eram ridículas na brincadeira, só vieram a minha mente após a bomba ter explodido. Até hoje me envergonho muito do fato, mas assim como guardo muitas coisas sujas minha tia e sua família, como grandes amigos que me são, não revelaram nada a ninguém, nem mesmo a minha mãe. Depois do ocorrido ele jamais voltou a ser mencionado, neste caso, minha tia sabe exatamente da vergonha que ele me causa e achou melhor deixar a vergonha num canto bem escuro e sujo do passado.

Aquela não foi a última vez que cometi um grande erro que vai pra este tal canto escuro e sujo do passado. Outros aconteceram, outros virão, com certeza, assim como hoje me dei por um grande erro e fui arrebatado por uma grande vergonha dessas que nos fazem querer esconder a cara ao ver alguém. Agora é tarde para pedir desculpas, não estou em situação de faze-lo. Já não há como consertar a burrada, resta apenas a vergonha e a lição, o mais terrível em tudo que fiz foi saber que magoei pessoas que me tiveram grande estima. De certo modo fiz isso inocentemente, ao meu jeito, mas acabei magoando. Certamente hoje estão com ódio de mim, me praguejaram, prometeram não olhar mais em minha cara suja.

Que posso eu fazer? Agora é tarde, não me encontro em situação de pedir desculpa, não que isso seja desagradável demais para mim, mas o será para eles. Meu maior peso agora é ter fechado uma porta que antes me era aberta, ter perdido o respeito mui custosamente conquistado, é ter de jogar com a vergonha do erro os grandes dias de uma bela amizade que sempre será marcada pela minha falta cometida.

3 Respostas to “Mistakes”

  1. Lisi Says:

    Lindo!
    Perfeito!
    Adorei!

    BjiNhu´s
    Lisi

  2. Leo Lima Says:

    Bom texto, expresão clara do sentimento, mas, fato um tanto quanto hilário o da réptil peçonhenta.. hehe.

    É a vida, com seus altos e baixos..

  3. Anonymous Says:

    Realmente não vejo motivo para tal alarme e/ou julgar como um terrivel erro. Oras, o que não seria da infancia sem os pequenos atos de mulekagem? hehe.

    Eu sou um réu confesso nesse assunto. Nao perdoava nem a minha Oma (vó). Dava cada susto nela quando eu era pequeno. Era terrivel.

    Ach, mas com o maturidade vem a responsabilidade. Não se pode culpar uma criança se esta nao tem conciencia ainda da sua responsabilidade para com os outros.

    Portando amigo, não se ponha como martir dessa brincadeirinha de criança. Mas concerteza não falaria isso se vc fizesse isso hoje com sua tia! heheh

    Até logo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: