Do olhar

by

Onde está aquele seu meigo olhar perdido
Nas coisas que viriam a ser e não formam?
Onde? Onde se encontram seus olhares agora?
Devem estar em outros olhos, não nos meus.
Devem estar em outras terras, não nas minhas.
Agora não há o porquê te buscar, perdi você.
Não foi culpa do tempo, de outros, do mal…
Foi culpa minha, apenas minha. Culpa minha.
A voz que falava do futuro e do presente
Ficou num passado, e o passado não volta.
Jamais voltarei a ter-te, Deus sabe disso.
Nunca mais teremos as palavras apaixonadas.
Não nos cabe mais acreditar num futuro juntos.
Cabe a nós apenas os pesares do que deixou de ser
Cabe apenas as alegrias que ficaram no passado.
E o passado com suas marcas vai me ferrir
Toda vez que minha memória mostrar-me teu olhar,
Teu olhar perdido nos sorrisos e alegrias que tivemos.

(isto não é poema, nem conto, nem texto. É só um desabafo que precisa de algum confidente.)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: