Samba Andarilho

by

Sou filho do tempo
Que me põe nos braços
Dá carinho e alento
Que conduz meus passos
No ritmo, no intento
De ter mais que sonhos
Ou simples pensamentos

Sou um pássaro pequeno
Que fugiu do ninho
Buscando alumbramento
Encontrando-se sozinho
Em seu contentamento
De ser secreto amante
Da vida e do momento

Sou andarilho, eterno aprendiz
O futuro é tão distante
Que eu prefiro ser feliz
O que tenho é o bastante
Dois olhos, boca, nariz
Vou seguindo adiante
Onde faço um amigo, crio raiz

(Fica aí o sambinha, uma brincadeira que precisa ser melhorada. Antes de resgistrá-lo vou fazer algumas alterações e trato de colocá-las aqui. Deixo o pedido ao Leo, tenta musicar isso aí… eu sei cantar, mas meu conhecimento musical é zero.)

4 Respostas to “Samba Andarilho”

  1. V.B. Says:

    Que gostoso! Quando estiver musicado, deixa a gente ouvir.

  2. V.B. Says:

    Existe, sim. Estou indo pra lá hoje mesmo.

  3. Mauro Castro Says:

    Eu toco teclado e arrisco umas composições… quem sabe?
    Há braços!!

  4. Marina B. Nagel Says:

    Quem sabe num estilo Almir Sater, mas com a batida da boa e velha bossa nova?

    Parabéns… muita sensibilidade, pensamentos que podem ser profundamente analisados e construir belas reflexões de vida, além da frase perfeita: “O futuro é tão distante, que eu prefiro ser feliz”. Vou citá-la no meu blog, com a devida identificação do autor, prometo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: