Velha Banguela

by

Onde foi ela?
Aquela velha
Já banguela
Como Amélia?

Foi à praça
Fazer graça
Da magrela
E amarela

Da velharada
Acompanhada
Fez a graça
Lá na praça

Riu um tanto
Lá num canto
De um tombo e um buraco
De outro velho um bucado

Lá vem ela, lá da praça
Vem sem dentes e sem graça
Pois cuspiu a dentadura
Enquanto ria com candura.

(Uma outra cantiga… aqui há uma única prentensão: a diversão na ingenuidade, pureza e sorriso – coisa de criança. Não é sempre que escrevo algo "feliz", mas as vezes saí, e olha lá que o resultado me agradou.)

3 Respostas to “Velha Banguela”

  1. V.B. Says:

    Há uma cantora chamada Cris Aflalo que regravou as canções de seu avô, o Xerém. As músicas são ótimas. Letras doces, leves… Tenho adorado. Bjo

  2. A.Paulino (sou um homem uma mulher) Says:

    Que música divertida!
    Pobre velhinho o que caiu no buraco…
    Ela riu tanto dele que pôs a dentadura pra fora!

  3. Samantha Rabinnée Says:

    você é mulher! Anne Paulino!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: