Carne

by

Inale, aspire, transpire
Odores que são só nossos
Tremores que arrebatam
Desejos ainda insaciados

Abra teu corpo para o meu
Receba essa minha loucura
Que acalenta também as tuas
Neste estado sem pudores

Deixe teus poros, tua mente
Teus secretos recantos exalarem
O desejo de serem consumidos
Em convulsões de carne e espírito

Sinta o sabor dos nossos corpos
Unidos pelo frenético anseio
De ter um suspiro mais intenso
Ser o mais intenso dos suspiros

Obs: publicado no Idéias Mutantes em Março, veja o post neste link.

2 Respostas to “Carne”

  1. Allan Says:

    Carne crua. Esse devia ser o título desse post. Quando leio carne penso logo em churrasco… 🙂

    Quanto ao outro texto, muito bom! Curioso como captamos a mesma essência sob formas diferentes.

  2. back Says:

    Acho que carne crua me lembra antropofagia. Prefiro a Carne pela simplicidade e por representar o que quero dizer…. talvez ficasse melhor um Carne Nua…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: