Faz-te caminho

by

Ponho a mochila nas costas. Não há um roteiro, nem rumo, nem certeza. Como disse Don Quixote “Caminante no hay camino, se hace camino al andar”. Tudo que tenho é a necessidade de esquecer de tudo, ou ver tudo de tão longe que eu possa entender alguma coisa dentre o que foi passado. Devaneio de um jovem que acha que o Andarilho de Nietzsche já existiu e que deve estar em algum lugar revesando sua caminhada entre as manhas cheias de musas e as noites escuras de uma selva chamada cidade.

Coloquei a mochila às costas e seguirei um rumo qualquer. Sei que tudo quanto planejo não acontece, tudo quanto desejo se parte, alguma coisa que faço nunca é reconhecida. As vezes acho que sou demasiadamente ambicioso, mas agora só quero um caminho pra seguir com longas horas de estradas e calos doloridos nos pés. Bastarão a mim duas ou três pessoas por dia com as quais poderei trocar algumas centenas de palavras e aprender mais alguma coisa sobre a vida, ter mais uma história humana guardada no livro de contos que vamos escrevendo ao longo da vida.

Não sei se encontrarei um final, isso me assusta muito. Talvez o alcance apenas no momento em que não tiver mais este dinheiro, que num caixa eletrônico qualquer pelo mundo, poderá me salvar de uma ou outra emergência. Ou quando meus braços não acharem trabalho. Ainda assim fico assustado: e se eu não encontrar mais o caminho de volta para casa? Será que me transformarei no andarilho que anda não por opção, mas por não ter um porto seguro?

Serei realmente livre então? Ou estarei apenas preso a uma fulga da vida que me tangia e eu preferi renegar? Não sei. Levo três camisas, um casaco para o frio, uma blusa de lã, quatro pares de meia, seis cuecas, duas calças, um caderno de anotações, dois pares de tênis, uma faca de caça, um canivete faz-tudo, alguns sonhos quebrados e uma saudade. Saudade que, mesmo eu não tendo nem saído de casa ainda, já me consome, não por ser a saudade do andarilho, mas a do amante.

5 Respostas to “Faz-te caminho”

  1. maray Says:

    pra um andarilho que busca a liberdade, você é dos meus: pragmático! Leve também um monte de barras de cereal porque andar dá fome…:) E se passar por sampa, ofereço uma sopa quente e um chopp gelado!
    beijão

  2. Márcia do Valle Says:

    Passando para te desejar um feliz natal e um 2007 repleto de letras, palavras, textos e inspiração! Boa caminhada!

  3. Allan Says:

    Ei!, como assim, sem rumo?
    ‘Cê não vem pra cá?

    Boas Festas!🙂

  4. Allan Says:

    Em busca de atualização, passei para deixar meus votos de um 2007 de serenidade pra você.

  5. DEXY Says:

    conhecendo o seu blog e gostando.Aproveito para desejar um bom ano e muitas caminhadas.abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: